Este módulo apresenta uma breve introdução aos cuidados paliativos de crianças.

Vai abordar questões tais como Vai abordar questões sobre o significado de cuidados paliativos, quais as crianças que precisam de cuidados paliativos, as diferenças entre os cuidados paliativos de adultos e de crianças e a situação global dos cuidados paliativos de crianças.

Este programa baseia-se em avaliação e controlo da dor em crianças e associa-o à publicação das novas diretrizes da OMS para dor persistente em crianças. A seguir a uma breve introdução ao programa, há vários módulos individuais que podem ser feitos por qualquer ordem, embora seja aconselhável fazê-los pela ordem em que são apresentados.


Este curso aborda a comunicação com crianças e o lidar com questões emocionais em crianças. A seguir a uma breve introdução ao programa, há vários módulos individuais que podem ser feitos por qualquer ordem, embora seja aconselhável fazê-los pela ordem em que são apresentados. 

Uma das características mais específicas dos cuidados paliativos pediátricos reside no facto de, contrariamente à maioria dos adultos, as crianças ainda não terem atingido a maturidade física, social, emocional, cognitiva ou espiritual. À medida que vão crescendo, a sua compreensão de conceitos e de situações, assim como as suas competências e habilidades encontram-se num estado de permanente mutação e modificação. Acrescentando-se a esta anomalia o direito inalienável de cada criança à educação, sempre que possível, e a usufruir de oportunidades regulares para socializar e brincar, torna-se evidente de imediato que é essencial compreender o desenvolvimento infantil e a importância do ato de brincar para a prestação de cuidados paliativos pediátricos de qualidade. 

Os Cuidados Paliativos Pediátricos constituem uma abordagem para melhorar a qualidade de vida de crianças com doenças que limitam as suas perspetivas de vida ou a colocam em risco. É inevitável, quando se trabalha com este grupo de crianças, ter de enfrentar e gerir a fase terminal da doença da criança. É imperativo cultivar uma abordagem aos cuidados terminais que facilite a prestação de bons cuidados paliativos à criança assim como a todas as pessoas envolvidas nos cuidados à criança. Trata-se de um período emocionalmente difícil e exigente para todos que merece um planeamento e comunicação específicos. Este curso visa preparar os prestadores de cuidados para esta fase. 

A Dor e o luto nos cuidados paliativos pediátricos são muitos complicados. Os prestadores de cuidados e as próprias crianças sentem a dor e a perda e ambas têm de ser eficazmente geridas. Uma gestão incorreta desta fase na vida de uma criança e/ou das famílias pode conduzir a problemas psicológicos a longo prazo.